No início, só ouvimos o nome de Kakyuu quando os ThreeLights falam entre si sobre uma tal "princesa". Mais tarde, essa princesa aparece, graças a Chibi Chibi, e vemos, pela primeira vez, a famosa Kakyuu-hime.

Kakyuu com as Starlights em KinmokuseiKakyuu vivia com as StarLights em Kinmokusei, um pequeno planeta onde tudo era simplesmente perfeito, graças a ela. Sim, ela governava-o, com a ajuda das suas três guardiãs (Sailor Star Fighter, Maker e Healer), que não só a protegiam como a admiravam e amavam (mas não no sentido romântico da palavra!). Um dia, Galaxia, uma vilã louca por poder, atacou Kinmokusei, destruindo-o completamente. Toda a gente daquele lindo reino morreu, menos Kakyuu e as guardiãs. No entanto, quando estas tentaram encontrar a sua princesa após o ataque, ela havia desaparecido. Mais tarde, vimos a saber que ela fora à procura do "raio de esperança" que podia destruir Galaxia e impedir que esta realizasse os seus planos maquiavélicos. Kakyuu pressentiu que essa "luz" se encontrava na Terra, e partiu para lá (cá).

As StarLights desesperavam, sem conseguir encontrar a princesa. Sentindo a sua "essência" vinda da Terra, partiram para o Planeta Azul para dar início a uma longa busca.

Quando chegam à Terra, as StarLights tornam-se homens e formam um grupo musical chamado ThreeLights. Mas as canções deles não são "normais". É verdade que, se um humano as ouvir, mesmo Kakyuu-himeque goste muito delas, não vai notar nada de "estranho" nelas. Mas isto não funciona da mesma forma com Kakyuu. As canções dos ThreeLights têm a capacidade de chegar à princesa, onde quer que ela esteja, e de lhe entregar uma mensagem: "volta para nós, princesa". Foi esta a melhor forma que eles encontraram de reaver a sua princesa. Mas será que resultou?

O planeta Kinmokusei e Kakyuu são ambos conhecidos pelo "cheiro a canela" que deles emana. Além disso, o símbolo por excelência de Kakyuu são as borboletas; pequenas borboletas com um intenso brilho encarnado que deixam atrás de si um rasto de luz. Quando estes sinais começam a aparecer (os ThreeLights começam a ver as borboletas no seu camarim, etc.), eles sabem que ela está próxima. O nervosismo aumenta. Próxima, mas onde...?

O que eles não sabem é que quKakyuu e Chibi Chibi Moonando chegou à Terra, em vez de encontrar a luz da esperança, Kakyuu foi encontrada por ela -- a "luz da esperança", cuja forma humana é a pequena Chibi Chibi. Esta cuidou da enfraquecida Kakyuu e garantiu que nada de mal lhe acontecia até que ela tivesse força suficiente para ir ter com as StarLights: sim, ela tinha ouvido as canções, as "mensagens", mas estava fraca demais para lhes responder. Lembram-se de quando Chibi Chibi desaparecia por algum tempo e ficavam todos preocupados? Ela ia ter com Kakyuu.

Até que um dia, no mesmo dia em que Lead Crow e Tin Nyanko tiram (bem, tentam) a Star Seed a Usagi e Lead Crow morre, a Princesa Kakyuu aparece finalmente. Chibi Chibi andava com uma espécie de lâmpadaKakyuu salva Usagi, um "queimador de incenso" nas mãos, e quando Taiki e Yaten o viram, quiseram bater-lhe e ficar com o objecto, pois sabiam que pertencia a Kakyuu (que o dera a Chibi Chibi, mas eles não sabiam isso -- nem sabiam sequer se Chibi Chibi era aliada ou inimiga, só sabiam que ela conhecia o paradeiro da sua princesa). Acontecem muitas coisas nesse dia, até que chega o momento em que Usagi está em perigo, e todos pensam que ela vai morrer. Mas Kakyuu aparece por detrás dela (elas estavam no ar) e segura-a nos braços, salvando-a. As Inner ficam muito surpreendidas, enquanto as StarLights, comovidas, fazem uma vénia, com rios de lágrimas a correr-lhes dos olhos. A partir daí, ThreeLights e Kakyuu começam a viver juntos. Ela diz-lhes que se devem unir a Sailor Moon se querem vencer Galaxia, e até aconselha Seiya sobre Usagi.

Kakyuu enfrenta GalaxiaNo dia do "concerto final", em que Tin Nyanko é morta por Galaxia por não estar a fazer nada de jeito, a grande batalha começa. Tentando proteger as StarLights, Kakyuu é morta pela grande vilã. Todos choram muito, claro. A princesa morre nos braços de StarFighter, e, antes de dar o último suspiro, ainda os aconselha. Com desejo de vingança, as StarLights partem para a batalha final, e são as primeiras a chegar aos aposentos de Galaxia. Todos sabem o que acontece a seguir... todos morrem menos as StarLights, Sailor Moon e Chibi Chibi Moon. Com a ajuda daKakyuu morre última, Usagi (sim, Usagi, e não Sailor Moon) consegue vencer o Chaos e tudo volta ao normal. Kakyuu regressa, assim como todos os que haviam morrido, e ela e as StarLights voltam para Kinmokusei (não me perguntem... devem ir reconstruí-lo, ou qualquer coisa assim).

Kakyuu é uma mulher muito, muito bonita, de expressão serena e doce (aparenta ter uns 25 anos). Tem comportamento e aspecto maternais, e age com muita Kakyuu - rosto vermelho :P elegância e maturidade. Eu diria que ela é uma das criaturas mais bonitas da série. :) Parece ser muito sábia e gentil, e tem enorme força de vontade. Possui uma relação muito próxima com as StarLights (mas nada de amor!) e veste roupas muito esquisitas e exóticas, que nela ficam bem. Os seus símbolos são o aroma da canela e as borboletas, e a sua cor é o vermelho, como é perfeitamente possível perceber, olhando para o seu rosto (percebem o que quero dizer? :P).

No mangá ela é uma Sailor, a Sailor Kakyuu, e tem dois ataques que usa apenas contra Chi e Phi (as guardiãs das Star Seeds de Galaxia) para vingar a morte das StarLights. Um delesKakyuu morre no Mangá é baseado em flores ("Kinmoku Fushion Tempest!"); o outro, em cartas ("Starlights Royal Straight Flush!"). Isto acontece da primeira e única vez que se transforma, no volume 18 (o último). Penso que o ataque baseado nas cartas é uma espécie de "ataque de equipa", já que ela invoca as StarLights antes de o usar (elas estavam mortas) e o próprio ataque tem "Starlights" no nome. Ela, Sailor Moon e Chibi Chibi Moon são as únicas sobreviventes no último volume, mas Chi acaba por matá-la (a Kakyuu) com a sua lança, pelas costas.

Na minha opinião, Kakyuu tem muito mais simbolismo do que carácter ou personalidade. Representa tudo aquilo em que as StarLights acreditam, e parece não ter defeitos; ou seja, simboliza a recompensa justa por uma busca eterna. Não deixa de ser uma personagem interessante e extremamente querida de se ver, pois é muito linda e elegante, mas não é bem o meu estilo... estão a ver, eu gosto de personagens com personalidade.