Para começar, devia dizer que não sei muito bem o que há de tão especial acerca de Seiya -- no entanto, ele é o tipo de pessoa pela qual era capaz de me apaixonar. ^^ No início, devo admitir que não ia muito com a cara dele, mas ao fim de 2 ou 3 episódios, o seu nome ficou gravado no meu coração. Como não conseguia perceber por que é que gostava tanto dele, decidi perguntar ao meu pai - que também o aprecia bastante (hehehe obrigada por me aturares, pai ^^) - o que é que havia de tão bom e atractivo acerca dele. O meu pai teve de pensar. Conseguiu dizer-me porque é que gostava de todas as outras Sailors, mas quando chegou a Seiya, bloqueou, tal como eu. Por fim, disse: "o Seiya é porreiro". Eu não respondi, e pensei um pouco. O meu pai tinha razão: o Seiya é cool, muito cool, e não há nada de extraordinário acerca dele, o que é simplesmente adorável. Seiya limita-se a existir, mas a sua simples presença consegue afectar qualquer um. Por isso, a partir desse dia, essa passou a ser a minha razão para gostar dele.

Seiya sofre mudanças ao longo da série, claro. Quando ele, Yaten, e Taiki chegaram à Terra, transformando-se em rapazes e formando um grupo musical que veio a ser o melhor do momento, Seiya era um pouco mais fechado e frio. Porém, já nessa altura, era o mais afectuoso do grupo: enquanto Yaten e Taiki se limitavam a ser mal-educados e arrogantes, Seiya podia ser descrito como caloroso, simpático e carinhoso. A sua (ligeiramente) maior frieza no início pode ser perfeitamente desculpada, se considerarmos que Seiya estava perdido. Só se tinha a si e aos seus dois companheiros. O seu planeta natal acabara de ser destruído, e a pessoa que mais significava para si podia já nem estar viva; ele não sabia. Estava às escuras. Penso que qualquer um agiria como ele, na sua situação -- na verdade, até acho que ele aguentou e controlou muito bem a situação. Melhor do que Yaten ou Taiki, pelo menos.

É no meio de tudo isto que o grupo musical ThreeLights, composto pelos três, começa a ter um sucesso estrondoso, e toda a gente os conhece. As raparigas sonham com eles, os rapazes invejam-nos. Eles são o assunto do momento, fazendo concertos por todo o país. No entanto, e ao mesmo tempo, Usagi nem sequer sabe que eles existem. O facto de Mamoru estar muito perto de ir estudar para os E.U.A. e de Chibi-usa ter regressado ao futuro enche a sua cabeça e ela não pensa em mais nada. Mas isto muda: depois de muitos problemas e situações cómicas, Usagi e Seiya tornam-se muito bons amigos (embora Seiya obviamente quisesse mais do que isso). O seu amor por Usagi tornou-o ainda mais carinhoso e romântico, apesar de ele já ser naturalmente uma pessoa terna e querida (para mais informações sobre o casal, visitem a secção Amor Eterno).

Seiya não é só uma fonte de carinho. Ele é muito, muito divertido e engraçado, e tem um grande e maldoso sentido de humor, que a sua Odango Atama (Usagi) muito critica. Ele é optimista; muito provavelmente, o mais optimista dos ThreeLights. Ao contrário de Yaten e Taiki, Seiya gosta de brincar e de se divertir (o que por vezes pode levar-nos a pensar que não é sério, o que é mentira). Pode até dizer-se que é um pouco convencido, mas tem razões para isso; por isso, desculpa-se.^^ Na verdade, e, novamente, ao contrário do que acontece com os seus companheiros, a fama nunca sobe à cabeça de Seiya. É rico, é giro, é talentoso, mas não se sente superior. No início aparenta gostar muito de si mesmo, mas ao longo da série vemos que isso não é verdade: Seiya é, acima de tudo, uma pessoa muito fiel àqueles que ama, sendo capaz de se sacrificar por eles.

Há ainda a parte impulsiva da sua personalidade. Seiya é muito, muito impulsivo, e raramente pensa antes de fazer ou dizer seja o que for. Na sua tentativa de conquistar Usagi, nunca parou para pensar; é verdade. E ainda bem (se calhar, se tivesse pensado ainda menos, aquilo podia ter resultado). Mas ele tem um enorme respeito por toda a gente; pelo ser humano em geral, e respeitou os sentimentos de Usagi por Mamoru (ou talvez a fixação?), nunca a forçando a nada. Sabe-se lá o quanto não terá sofrido ao ser rejeitado pela pessoa que mais amava, mas nunca foi rancoroso: sempre a apoiou incondicionalmente (foi o pilar de força dela). Claro que tentou tudo para a fazer ver o quanto a amava e para ser amado por ela, mas nunca agiu como um idiota. Sim, além de tudo isto, Seiya é muito humano.

É ainda muito atlético e pratica desporto com grande frequência, sendo especialmente bom em Futebol Americano e Basketball, como podemos ver no episódio 174. Também é bastante inteligente, mas não me parece ser o estilo de pessoa que se interessa muito pela escola... ou é só impressão minha? :P

É muito importante referir que Seiya é o tipo de pessoa em que podemos confiar e com quem podemos contar. Transmite confiança, e, se não tivesse sido ele, não sei o que teria sido de Usagi, em Sailor Stars. É ainda muito compreensivo e sensível -- como vêem, Seiya é o sonho de qualquer rapariga. O problema é que a única que lhe interessou foi também a única que não se interessou por ele.

Como guerreira, Sailor Star Fighter é a mais forte e também a líder das Sailor StarLights. É confiante e impulsiva, e consegue dominar a situação muito facilmente. No entanto, há que ter em conta que as StarLights são mais fracas do que as Outer Senshi (que são as mais fortes de todas). Star Fighter tem apenas um ataque, baseado no poder das estrelas.

Então, resumindo, Seiya é um gajo simpático, romântico, querido, divertido, giro, inteligente, forte, compreensivo, sensível, leal, rico e talentoso. O que há de tão especial acerca dele? É porreiro.